Ministério das Relações Exteriores
Governo

Angola participa no Fórum Político sobre Desenvolvimento Sustentável

Angola participa de 16 a 18 de Julho, em Nova Iorque, no Fórum Político de Alto Nível das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (HLPF), cujo papel central é o acompanhamento e a revisão do estado da implementação da Agenda 2030 a nível global.

A delegação angolana à reunião, que se realiza sob os auspícios do Conselho Económico e Social (ECOSOC) das Nações Unidas, é chefiada pela ministra do Ordenamento do Território e Habitação, Ana Paula de Carvalho, e integrada pela Representante Permanente de Angola junto da ONU, embaixadora Maria de Jesus Ferreira, e vários directores nacionais do pelouro.

Segundo uma nota de imprensa da Missão Permanente da República de Angola na ONU, no encontro, que decorre sob o tema “Transformação Rumo a Sociedades Sustentáveis e Resilientes”, serão feitas projecções sobre o crescimento económico, comércio internacional e outras tendências globais e desafios, bem como compartilhar-se-ão visões e perspectivas futuras sobre como essas projecções afectam o avanço do desenvolvimento sustentável a médio e longo prazo.

Além dos Estados membros da ONU, participam no diálogo instituições financeiras e comerciais internacionais e outros actores, abordando, igualmente, a intercessão das tendências globais em globalização, demografia, tecnologia, empregos e implicações para a realização da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Delegações parlamentares participam igualmente no fórum político. O deputado angolano Kilamba Kiuyima Sebastião Van-Dúnem representa a Assembleia Nacional no evento, além de desenvolver outras actividades paralelas no âmbito da União Interparlamentar.

O HLPF sobre o Desenvolvimento Sustentável é a principal plataforma da ONU neste domínio e incentiva os Estados a realizarem revisões regulares inclusivas e voluntárias sobre o progresso alcançado a nível nacional, com a vista a facilitar o intercâmbio de experiências para acelerar a implementação da Agenda 2030 e fortalecer as políticas e instituições governamentais.